Quarta-feira, 01 de Abril de 2020
 
Ex.: vendedor, balconista e etc.
 
Agentes Comunitários de Desenvolvimento Local recebem certificados

A cerimônia de formatura do curso dos dez agentes comunitários de Desenvolvimento Local foi realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de São Leopoldo (Sedetec) na tarde desta sexta-feira (8), na sede da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (Acis-SL). Morgana Dahmer, uma das agentes formadas, ressaltou a importância do trabalho que será realizado em prol da Economia Solidária na sua fala representando os formandos. "Este é um novo modo de vida. A Economia Solidária é voltada para o bem viver, fator fundamental na sociedade e parte do princípio que cada sujeito tem o direito de trabalhar, gerar sua renda de maneira justa e ser valorizado a partir do seu próprio trabalho", destacou.

Os agentes atuarão nas regiões Norte, Oeste e Nordeste da cidade. O objetivo é fortalecer o projeto Economia Solidária, fonte de geração de renda e de inclusão produtiva. Atualmente, o Município conta com 21 grupos, o que representa 82 famílias, que trabalham com alimentação, artesanato e reciclagem.

O titular da Sedetec, Sandro Cassel, salientou que o projeto Ações Integradas de Economia Solidária e Desenvolvimento Humano, ao qual os agentes fazem parte, é o maior projeto de abrangência social do governo Moacir, com investimento de R$ 1.700.000,00, sendo R$ 200 mil a contrapartida da prefeitura e R$ 1.500.000,00 recursos do governo federal. Cassel parabenizou em nome do prefeito os novos agentes pelo trabalho que farão junto com a comunidade levando a Economia Solidária. 

De acordo com Cassel, os recursos serão destinados à capacitação de 750 pessoas, através da realização de 37 cursos, entre eles artesanato, gastronomia, técnicas para fazer acolchoados e almofadas, churrasqueiro, customização de roupas e acessórios. Também serão adquiridos equipamentos (como prensas, empilhadeiras, esteiras para recicladores, máquinas de costura, fornos elétricos, entre outros aparelhos) para os grupos existentes de Economia Solidária e os que vierem a se formar. A previsão de início dos cursos é em setembro.

A diretora de Promoção e Captação de Investimentos da Sedetec e gestora do projeto, Edialeda Susin, afirmou que a Economia Solidária está dando um salto nesta gestão com este projeto e também com a criação de um ponto fixo para os grupos de economia solidária junto ao Marco Zero.

Participaram da formatura, o presidente da Câmara de Vereadores, Brasil Oliveira, a diretora da empresa Evidência Recursos Humanos, Taís Eitelwein, a representante da Acis-SL, Margarete Stürmer e a representante do Fórum de Economia Solidária, Sueli Angelita da Silva, entre outras autoridades.

18/08/2014
Fonte: Prefeitura de São Leopoldo